HORA CERTA OFICIAL DO BRASIL PELOS OS FUSOS HORARIOS DE CADA SETOR REGIONAL DO PAIS

HORA LEGAL OBSERVATORIO NACIONAL BRASILIA RadioDSHO
RÁDIO DSHO/ON

Selecione o fuso horário da sua região para escutar os enunciados da hora falada de 10 em 10 segundos.

Devido à codificação do áudio, velocidade e tráfego de dados, podem ocorrer diferenças.

Ao selecionar um fuso, pode levar alguns segundos até o início da transmissão.

A Rádio DSHO/ON requer suporte ao HTML5.

UTC(ONRJ) - 2 Arquipelago de São Pedro e São Paulo, Atol das Rocas, Fernando de Noronha, Martin Vaz e Trindade
UTC(ONRJ) - 3 Alagoas, Amapá, Bahia, Ceará, Espírito Santo, Goiás, Maranhao, Minas Gerais, Pará, Paraíba, Paraná, Pernambuco, Piauí, Rio de Janeiro, Rio Grande do Norte, Rio Grande do Sul, Santa Catarina, São Paulo, Sergipe e Tocantins
UTC(ONRJ) - 4 Amazonas, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Rondônia e Roraima
UTC(ONRJ) - 5 Acre e oeste do Amazonas

------------------------------------------------------ CLIQUE EM CIMA DA PALAVRA ESCUTAR PELAS BARRAS AMARELA E AS DEMAIS CORES SÃO OS FUSOS HORÁRIO DA REGIÃO DO BRASIL E ESCUTE A HORA CERTA OFICIAL DO BRASIL DE DEZ EM DEZ MINUTOS HORA CERTA ECONOMIZE ÁGUA
UMA GENTILEZA SUPERMERCADO BRASIL NESTE MÊS DE MAIO MUITAS PROMOÇÕES PARA O DIA DAS MÃES VISITANTES
contador
AGRADECEMOS AOS VISITANTES DO NOSSO BLOG AGORA CONFIRAM A HORA CERTA
CALENDÁRIO DO ANO 2017
Calendário com feriados municipais, datas comemorativas e fases da lua
O TEMPO NO TEMPO CERTO AS PREVISÕES PARA CHUVAS A PREVISÃO DO TEMPO AQUI NO BLOG GRANDE JORNAL DO ESTADO PB SAÚDE NO AR TEMAS RÁDIO SAÚDE NO AR AQUI NO BLOG DO GRANDE JORNAL DO ESTADO PB VEJA O TEMPO CERTO PARA CAJAZEIRAS PB E REGIÃO DIARIAMENTE O TEMPO DENTRO DO TEMPO PREVISÃO PARA OS NOVE ESTADOS DO NORDESTE DO BRASIL

quarta-feira, 6 de março de 2013

HISTORIA LEIA UM POUVO SOBRE AS GUERRAS DOS PALESTINOS E DOS JUDEUS



Grandes Guerras - Guerra entre Palestinos e Judeus

Desde a época em que os romanos destruíram Jerusalém, na Palestina, em 70 d.C., os judeus que ali viviam dispersaram-se pelo mundo (diáspora), mas mantiveram-se unidos pelas mesmas tradições religiosas. Sofrendo inúmeras e sistemáticas perseguições ao longo dos séculos, os judeus europeus sempre alimentaram a idéia de um regresso à pátria. Com base nessa idéia, em 1897, um congresso reuniu israelitas de várias partes do mundo e fundou o Movimento Sionista, cujo o objetivo principal era a criação de um Estado judeu na Palestina. Ajudados por esse movimento, milhares de judeus migraram para a Palestina e lá passaram a adquirir terras dos palestinos e a estabelecer colônias agrícolas.
Quando o nazismo (que era anti-semita) se consolidou na Europa, esse movimento migratório se intensificou e, como era de se esperar, começaram na região uma série de atritos entre os judeus e os árabes que habitavam o território palestino. Em 1947, dois anos do fim da Segunda Guerra -- na qual pareceram quase 6 milhões de judeus --, a ONU aprovou a divisão da Palestina em dois Estados: um judeu, com 10 mil km², e outro árabe, com 11.500 km².Em 15 de maio de 19483 os judeus liderados por David Ben Gurion fundaram o Estado de Israel. Mas, para isso, expulsaram milhares  de palestinos de suas vilas e aldeias, obrigando-os a se refugiarem nos países árabes vizinhos.Tinha início, assim, a "questão palestina". O êxodo forçado dos palestinos deu origem a uma série de sangrentas guerras entre árabes e israelitas. As principais aconteceram em 1956, 1967 e 1973. Com a ajuda dos Estados Unidos, os israelitas venceram esses conflitos e expandiram suas fronteiras ocupando territórios do Egito, da Síria e da Jordânia. Os palestinos, porém, continuaram sem pátria. Dispostos a lutar pela criação de um Estado Palestino, diversos chefes de Estados árabes criaram, em 1964, a Organização para a Libertação da Palestina (OLP) que, anos depois, passou a ser chefiada por Yasser Arafat, líder palestino de projeção internacional. Durante duas décadas, aproximadamente, a OLP procurou alcançar seus objetivos praticando e estimulando a violência conta o Estado de Israel. Este, por sua vez, revidava com a mesma moeda. No final de 1988, no entanto, Arafat declarou pela primeira vez que, atendendo a pedido da ONU, a OLP reconhecia a existência  do Estado de Israel. Desde então, apesar dos extremistas judeus e árabes e do interesse dos grupos econômicos que se alimentam da guerra, o conflito árabe-israelense evoluiu para uma solução negociada. Finalmente, em 13 de setembro de 1993, depois de 46 anos de guerras, Arafat e o primeiro-ministro de Israel, Itzhak Rabin, assinaram em Washington um tratado de paz. Nos últimos dias podemos ver, que as cláusulas do acordo não estão sendo compridas, após o atentado de 11 de setembro de 2.001 aos Estados Unidos, intensificaram novamente a Guerra de Palestinos x Israelitas ou Judeus.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

TODOS OS VISITANTES PODEM NOS ENVIAR SUAS SUGESTÕES MATÉRIAS E COMENTÁRIOS DESDE QUE SEJA LIGADO A CULTURA O LAZER DADOS HISTÓRICOS DE SUA COMUNIDADE CIDADE ESTADO OU PAÍS OBEDECENDO A ÉTICA DE JORNALISMO QUE SE TRATA ESTE MEIO DE COMUNICAÇÃO UM SETOR DE PROMOÇÃO SOCIAL PARA TAMBÉM REGISTRAR AS BOAS COISAS DESTE PAÍS. E AQUI FAZEMOS O POSSÍVEL PARA SER APOLÍTICO AGRADECEMOS A ACEITAÇÃO DOS NOSSOS VISITANTES